Dia Nacional da Poesia: você sabe quando se comemora?


Neste mês de outubro, chovem pesquisas escolares sobre o tema "poesia". E essa situação causa estranheza para alguns pais, que juram que aprenderam de forma diferente.

E sabe o porquê desta confusão?





Durante muitos anos (desde a década de 70), o Dia Nacional da Poesia era comemorado em 14 de março, data de aniversário do grande poeta baiano, Castro Alves, que nasceu em 14 de março de 1.847.

Mas esta celebração nunca foi oficial. Houve até mesmo uma proposta de lei que oficializasse a data, mas não chegou a ocorrer.


Até que, em 2015, foi sancionada a Lei 13.131, que criou oficialmente o Dia Nacional da Poesia, escolhendo a data de 31 de outubro para a festividade.



E você sabe por que 31 de outubro?


Porque é o aniversário de nascimento do importantíssimo poeta mineiro, Carlos Drummond de Andrade. Drummond nasceu em 1902, em Itabira, Minas Gerais e possui mais de 30 livros de poesias publicados.





Olha como diz a lei:


LEI Nº 13.131, DE 3 DE JUNHO DE 2015.


Institui o dia 31 de outubro como o Dia Nacional da Poesia.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º É instituído o Dia Nacional da Poesia a ser celebrado, anualmente, no dia 31 de outubro, em homenagem à data de nascimento de Carlos Drummond de Andrade.

Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 3 de junho de 2015; 194º da Independência e 127º da República.

DILMA ROUSSEFF João Luiz Silva Ferreira



Além do dia das crianças e do dia do professor, outubro nos oferece uma ótima oportunidade para conversarmos com as crianças sobre poesia e sobre o grande autor mineiro. Vamos apresentar alguns poemas de Drummond para os nossos pequenos?


Embora o poeta não tenha escrito livros denominados "infantis", há poemas lindos que podemos ler tranquilamente com nossos filhos.

Eu, particularmente, adoro “Brincar na rua”. E você?



Brincar na rua

Tarde? O dia dura menos que um dia. O corpo ainda não parou de brincar e já estão chamando da janela: É tarde.

Ouço sempre este som: é tarde, tarde. A noite chega de manhã? Só existe a noite e seu sereno?

O mundo não é mais, depois das cinco? É tarde. A sombra me proíbe. Amanhã, mesma coisa. Sempre tarde antes de ser tarde.




Festa no brejo

A saparia desesperada coaxa coaxa coaxa. O brejo vibra que nem caixa de guerra. Os sapos estão danados.

A lua gorda apareceu e clareou o brejo todo. Até à lua sobe o coro da saparia desesperada.

A saparia toda de Minas coaxa no brejo humilde. Hoje tem festa no brejo!



Poesia

Gastei uma hora pensando em um verso que a pena não quer escrever. No entanto ele está cá dentro inquieto, vivo. Ele está cá dentro e não quer sair. Mas a poesia deste momento inunda minha vida inteira.





Cidadezinha qualquer

Casas entre bananeiras mulheres entre laranjeiras pomar amor cantar.

Um homem vai devagar. Um cachorro vai devagar. Um burro vai devagar.

Devagar… as janelas olham.

Eta vida besta, meu Deus.




CURIOSIDADE: A confusão também pode ocorrer porque o Dia Mundial da Poesia celebra-se em 21 de março, data que foi instituída na Conferência Geral da UNESCO em 16 de Novembro de 1999.


Mas lembre-se: No Brasil, o Dia Nacional da Poesia é, oficialmente, 31 de outubro.

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner blog 01-2.jpg